SOBRE O PROJETO

O Projeto Favelagrafia está trazendo um novo olhar sobre as favelas cariocas. Uma nova perspectiva, em que as favelas são representadas por quem mais entende delas: seus moradores. Nove fotógrafos, cheios de talentos e sonhos, apaixonados pela arte da fotografia e, principalmente, pelas comunidades onde moram.

Lançado em 2016, o objetivo do projeto é recriar o olhar da cidade sobre a favela, mostrando que ela não é sinônimo de tráfico, arma e perigo. É potência, talento, arte e criatividade.

FAVELAGRAFIA 2.0

Na segunda fase do Favelagrafia, os nove fotógrafos do projeto retratam os talentos das favelas cariocas ligados à música, dança, artes plásticas, performance, moda, esportes… O que não falta nas favelas da Cidade são talentos potentes e histórias de arte e de vida que merecem ser contadas. Histórias que já foram representadas em forma de fotografia e, nesta segunda fase, em foto e vídeo.

NBS SOMA

A NBS SoMa acredita que a relevância das marcas está relacionada à sua capacidade de transformar a vida das pessoas e que as favelas e periferias brasileiras são territórios urbanos pujantes, repletos de talentos e de oportunidades de transformação.

Nossa proposta é trazer as marcas para esta reflexão e, mais do que isso, para a ação em prol desses talentos, através de projetos de impacto positivo.

UBER

“A missão da Uber é criar oportunidades pelo movimento. A empresa iniciou suas operações em 2010 para resolver um problema simples: como conseguir um carro ao toque de um botão? Mais de 15 bilhões de viagens depois, criou soluções para colocar as pessoas mais perto de onde elas querem estar. Ao mudar a maneira como as pessoas, a comida e as coisas se movem e se conectam pelas cidades, a Uber é uma plataforma que abre o mundo para novas possibilidades.”

Silvia Penna: Gerente de Operações da Uber no Rio de Janeiro